quinta-feira, 21 de setembro de 2017

FALTAM LEITOS EM HOSPITAIS PARA ATENDER POPULAÇÃO

Médico João Reus explica que a UPA atende somente casos de urgência e emergência

“Sofremos também com a falta de vagas nos hospitais, inclusive nos CTIs (Centros de Tratamento Intensivo). Como as famílias, a  gente chora, se desespera para conseguir uma vaga”. 

O desabafo é do médico João Reus, diretor da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São João del-Rei, nas Vertentes.  A UPA é pré-hospitalar fixo, enquanto o Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) é pré-hospitalar móvel.

O médico explica que “a UPA não é hospital, não tem equipamentos médicos sofisticados. É somente para atender casos de urgência e emergência. Não é a UPA que escolhe o  hospital para que o paciente seja internado. Existe uma Central de Regularização, em Barbacena, que determina o local da internação”.

Custo
A UPA, no bairro Caieiras, atende a uma média diária de 150 pacientes, cerca de 3 mil pessoas por mês, diariamente, inclusive nos fins de semana e feriados. Tem um quadro de 120 funcionários, sendo 27 médicos, 10 enfermeiros e 28 técnicos de enfermagem.

 Seu custo é de R$ 900 mil reais por mês. O governo federal ajuda com R$ 300 mil e o restante é bancado pela prefeitura. A contribuição do governo de Minas, de R$ 75 mil, está atrasada há oito meses.

A enfermeira-chefe Eliene Andrade alerta que 60% da demanda são oriundos de casos ‘verdes’, ou seja, doenças consideradas leves que podem ser atendidas pelos postos de saúde. “Isso sobrecarrega a UPA que prioriza os casos ‘amarelos’ e ‘vermelhos’, de maior gravidade”.

Há pessoas que ficam internadas durante vários dias. Um dos casos mais graves é de uma paciente que está desde o dia 26 de agosto, à espera de vaga em hospital, com problemas no pulmão.

Para ajudar a desafogar o setor de internação, a prefeitura liberou, este ano, R$ 720 mil para a Santa Casa e o Hospital Nossa Senhora das Mercês, que estão sendo pagos,  mensalmente, em parcelas de R$ 30 mil para cada estabelecimento.

Conforme estimativa de 2017 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), São João del-Rei tem 89 mil habitantes, superior aos 84 mil do censo de 2010. É polo da região mineira dos Campos das Vertentes que alcança 228 mil pessoas em 12 municípios. Pessoas com baixa renda (inferior a meio salário mínimo) é de 25,10 por cento da população, público atendido somente pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

'MINAS AO LUAR' TAMBÉM VAI A LAVRAS

Município ainda terá uma oficina de viola caipira e percussão
Filho do violeiro Almir Sater, o músico e ator Gabriel Sater é uma das atrações em Lavras

O Minas ao Luar, realizado pelo Sesc, integrado ao Sistema Fecomércio MG, Sesc, Senac, retorna a região sul do estado. Desta vez o presente é para Lavras. 

A edição será no próximo dia 30, a partir das 20h30, na Praça Dr. Augusto Silva, no Centro. Grandes atrações prometem mais um show memorável. Os destaques são o músico Gabriel Sater, que convida Tadeu Franco; Quebra Topete; além de Elder Costa e Marcos Nimrichter.

A entrada é gratuita e a iniciativa tem apoio da EPTV Sul de Minas, afiliada à Rede Globo na região, do Sindicato do Comércio de Lavras e da prefeitura local.

Além disso, em 29 de setembro o público da região poderá participar de uma oficina de viola caipira e percussão com foco nas tradicionais folias de reis mineiras. 

A atividade, gratuita, é destinada a todas as pessoas interessadas, a partir de oito anos de idade. Será de 18h30 às 20h. 

As inscrições devem ser realizadas no Sesc Lavras (rua Otacílio Negrão de Lima, 344, Centro) até o dia 29 de setembro, de segunda a sexta-feira de 9h às 17h. As vagas são limitadas.

O Minas ao Luar é uma grande caravana de música brasileira. Em uma nova fase, com variedade de ritmos e estilos, a iniciativa continua percorrendo todo o território estadual promovendo grandes encontros artísticos e fomentando a música nacional.

As atrações desta edição foram selecionadas por meio do Sesc Fomenta Cultura, iniciativa criada com o objetivo de incentivar profissionais que tenham atuação na área artística. 

O projeto, que está em sua segunda edição, representa um aprimoramento nos processos curatoriais do Sesc.

Atrações
O músico e ator Gabriel Sater nasceu em São Paulo, mas foi criado em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Filho do violeiro Almir Sater, Gabriel herdou não só o sobrenome, mas o talento do pai. Usa como inspiração a convivência desde a infância com a família extremamente musical e com nomes como Renato Teixeira, Sérgio Reis, Família Espíndola, Paulo Simões, Guilherme Rondon, Dino Rocha e seus tios Rodrigo e Gisele Sater.

Geraldo Tadeu Pereira Franca, conhecido pelo nome artístico de Tadeu Franco, nasceu em Itaobim (MG). Aos cinco anos de idade, mudou-se para Teófilo Otoni onde, ainda pequeno, cantava em festas de aniversário da vizinhança. Em Belo Horizonte, trabalhou como vendedor, mas foi cantando na noite que conheceu Milton Nascimento. Em 1982, Bituca o convidou para gravar a música Comunhão, que faz parte do disco Missa dos Quilombos, ao lado dele e da cantora Simone. Ganhou notoriedade e construiu uma carreira sólida.

O Quebra Topete surgiu em 2015 e reúne músicos da região de Lavras. São apreciadores de clássicos sertanejos e se destacam em diversas apresentações artísticas do Sul de Minas. Com amplo repertório e qualidade técnica apurada, os artistas vêm ganhando notoriedade por onde passam.

Juntos em turnê pelo Brasil Elder Costa e Marcos Nimrichter apresentam o resultado de vários encontros artísticos ocorridos nos últimos anos. Peças autorais e parcerias, além de diversas canções que são uma verdadeira incursão em ícones da música mundial como Pat Metheny, Keith Jarrett, Dorival Caymmi e outras surpresas sensoriais.

Serviço
Minas ao Luar, em Lavras
Data: 30/9/17, sábado
Atrações: Gabriel Sater convida Tadeu Franco; Quebra Topete; Elder Costa e Marcos Nimrichter
Horário: a partir das 20h30
Local: Praça Dr. Augusto Silva, Centro
Entrada gratuita

Oficina de viola caipira e percussão
Data: 29/9/17, sexta-feira
Horário: 18h30 às 20h
Inscrições gratuitas no Sesc Lavras (rua Otacílio Negrão de Lima, 344, Centro) até o dia 29 de setembro, de segunda a sexta-feira de 9h às 17h.
Vagas limitadas

por Saulo Penaforte - da assessoria SESC MG

PREFEITURA ENTREGA NOVOS EQUIPAMENTOS DE COMBATE À QUEIMADAS AOS BOMBEIROS EM GUAXUPÉ


Na semana passada a prefeitura de Guaxupé, no Sul de Minas, fez a entrega de novos equipamentos aos bombeiros militar para que possam ser utilizados, especialmente, em ocorrências de queimadas em pastagens, lotes e matas. Nos últimos 45 dias, foram atendidos 90 chamados de incêndio. De acordo com os bombeiros, todos os casos foram provocados por ações humanas.

Os materiais foram adquiridos com recursos financeiros da Prefeitura. Avaliados em R$8.679,50, os equipamentos são fundamentais para a excelência no atendimento dos bombeiros às ocorrências.

“Muitas ocorrências acontecem em locais de difícil acesso. Tem algumas matas que necessitamos de lanternas, machados, facões, além de outros equipamentos. Com certeza agora com estes materiais, teremos melhores condições de trabalho e principalmente, agilidade no combate às queimadas que por muitas vezes se tornam incêndios de grandes proporções”, explicou o tenente Josué Pereira, comandante do 4º Pelotão de Bombeiros em Guaxupé.

Dentre os equipamentos adquiridos pela Prefeitura estão: sopradores, facões, enxadas, machados, abafadores, lanternas de cabeça, óculos de proteção e perneiras.

MOSTRA GRATUITA MERGULHA NO DESENVOLVIMENTO DA GERAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA NO PAÍS


A exposição “FURNAS - 60 anos fazendo o futuro acontecer” poderá ser conferida, desde ontem, quinta-feira, dia 20, até o dia 28 de outubro, em Passos, no Sul de Minas, município vizinho à UHE Furnas, de propriedade da empresa. 

A mostra faz parte das comemorações do aniversário de 60 anos da companhia e mergulha na história da geração e transmissão de energia no Brasil. 

Com fotos e vídeos do acervo da estatal, a exposição interativa destaca a construção da Usina de Furnas, primeira hidrelétrica de grande porte do país localizada em solo mineiro, além das primeiras linhas de transmissão e a evolução histórica dos empreendimentos. 

As imagens apresentam ainda a interação com as comunidades locais, a preocupação com a conservação ambiental e os projetos e ações desenvolvidos pela empresa para promoção da cidadania e capacitação de mão de obra. 


A exposição tem uma carga histórica significativa, mostrando o contexto do Brasil e seus atores na época da inauguração da Usina de Furnas (MG), cuja entrada em operação foi determinante para o desenvolvimento industrial do Sudeste brasileiro. 

“Além de conhecer a história de FURNAS, os visitantes terão acesso a informações sobre eficiência energética e conservação de energia. Vão poder montar quebra-cabeças imantados sobre empreendimentos do setor elétrico”, destaca Ana Cláudia Gesteira, superintendente de Comunicação e Relações Institucionais de FURNAS.

Cápsula do tempo é uma das atrações
As formas geométricas e as conexões das torres de transmissão foram usadas como inspiração para a identidade visual da exposição. 

Valores da empresa como sustentabilidade, trabalho em equipe, atuação por processos e transparência estão representados na cenografia por meio do uso de metal reciclado, tubulações e conexões aparentes, além de peças e tecidos transparentes. 

Nos vídeos e fotos históricas, os visitantes são apresentados a personalidades da época da inauguração da primeira hidrelétrica de Furnas, como os presidentes Juscelino Kubitschek, Ernesto Geisel, João Figueiredo, além de outros atores importantes da história recente do Brasil. 

A capacitação técnica dos especialistas brasileiros, a partir da construção, operação e manutenção da primeira grande usina e dos grandes troncos de transmissão de energia do país, também está presente na mostra, assim como a preocupação da empresa com as questões sociais e ambientais nas áreas de influência de seus empreendimentos. 

Ao final da mostra, os visitantes poderão deixar mensagens sobre o que eles esperam para o futuro da energia. 

Essas mensagens serão colocadas em uma cápsula do tempo, que será enterrada na Usina de Furnas, para ser aberta daqui a 60 anos. Serviço:Exposição

FURNAS - 60 anos fazendo o futuro acontecer
Local: Palácio da Cultura (Praça Geraldo da Silva Maia, s/n, Passos-MGAbertura: 20 de setembro de 2017
Horário: 20h às 22h
Visitação: Até 28 de outubro, de segunda a sexta, das 9h às 17h e sábados, das 9h às 13h
Entrada franca

FINAL DE SEMANA TEM PROVA DE HIPISMO NO PARQUE DE EXPOSIÇÕES DE TRÊS CORAÇÕES


A prefeitura de Três Corações juntamente com a Cia do Salto irá promover a Prova de Hipismo, no próximo sábado, 23, no Parque de Exposições Antônio Alves Pereira, com o apoio da Escola de Sargentos das Armas (EsSA). A cerimônia de abertura será a partir das 14h. 

Cerca de 40 cavaleiros e amazonas de entidades das cidades de Três Corações, São Gonçalo do Sapucaí, Varginha, Lambari, Três Pontas, Lavras, entre outras, irão participar das provas que serão avaliadas por militares da EsSA. Os obstáculos serão conhecidos pelos competidores na hora da prova. 

Haverá também, a apresentação de alguns assistidos do Projeto de Equoterapia desenvolvido pela Prefeitura, que segundo o seu instrutor Fabrício da Silva, estão inseridos em uma atividade intermediária do projeto, o pré-esportivo. 

O evento terá entrada franca e é uma das atrações programadas em comemoração aos 133 anos de Três Corações.